Confira 9 prós e contras de morar em casa ou apartamento

O processo para a compra de um imóvel depende de uma série de decisões que precisam ser tomadas. O momento certo para o fazer o negócio, o tipo de operação a ser feita, a melhor imobiliária para dar suporte, enfim, há várias escolhas que determinam o sucesso da aquisição.  Uma dessas decisões é sobre o tipo de imóvel mais adequado para a sua família. Definir se o melhor é casa ou apartamento vai impactar diretamente na sua rotina no novo lar.

Neste post eu vou listar os prós e os contras de cada opção e ajudar você a se decidir qual tipo de imóvel é melhor para que sua família se sinta bem e feliz.

É melhor morar em casa ou apartamento?

Essa é uma dúvida bastante comum de quem está planejando comprar um imóvel. Como a maior parte das pessoas adquire a casa ou apartamento em que deverá viver por muitos anos, senão por toda a vida, é natural não querer correr riscos de errar na escolha.

A forma de aquisição também tem influência nessa decisão. Com isso dependendo do modelo de negócio e da forma de financiamento, as pessoas são obrigadas a optar por determinado tipo de imóvel.

Para quem pretende adquirir seu imóvel por meio do Minha Casa Minha Vida, não há essa limitação. O programa de habitação do governo federal oferece oportunidade tanto para a aquisição de casas quanto de apartamentos. A escolha é do comprador, mesmo sabendo que o número de empreendimentos que oferecem apartamentos é bem maior e mais em conta do que os de casas.

Com essa variável a menos, é preciso ponderar outros aspectos na hora da escolha, pesando o que é importante para a sua família, sua rotina e seu bem-estar no novo lar para decidir.

Confira, então, algumas vantagens e desvantagens de se morar em casa ou apartamento e veja qual lhe agrada mais.

Quais as vantagens e desvantagens de morar em casa ou apartamento?

Portanto listamos 9 prós e contras de cada uma das opções. Confira!

1. Privacidade

Em geral, quem mora em uma casa tem mais privacidade do que quem vive em um apartamento. Na casa, o contato e a proximidade com os vizinhos é menor. Se você é uma pessoa reservada, pode curtir seu isolamento de forma mais tranquila.

No apartamento, sobretudo nos grandes condomínios, o contato com vizinhos é frequente. A sensação é que há sempre alguém por perto. Provavelmente você terá vizinhos acima e abaixo do seu apartamento e não terá tanta liberdade quanto na casa.

Sendo assim, por mais reservado que você seja, morando em apartamento dificilmente conseguirá muita distância de seus vizinhos. Sempre haverá alguém por perto e a privacidade ficará um tanto comprometida.

2. Espaço

Morando em uma casa é provável que você tenha mais espaço. Sua família poderá desfrutar de um pátio, por exemplo, uma área privativa onde é possível ter um jardim ou uma horta. Na casa, os cômodos também costumam ser mais espaçosos do que nos apartamentos, sem a sensação de aperto.

Já em apartamentos, especialmente nos empreendimentos mais novos, a área útil dos apartamentos é menor. Os cômodos são mais compactos e não há a possibilidade de desfrutar de uma área reservada como um pátio, comum nas casas.

3. Taxa de condomínio

Quem mora em casa tem uma despesa a menos do que quem mora em apartamento. Estou falando da taxa de condomínio. Trata-se de um valor pago mensalmente nos condomínios, utilizado para a manutenção e para algumas despesas do prédio.

Muitas vezes, por má gestão, essa taxa fica elevada demais, tornando-se um compromisso caro do qual não se vê o retorno devido. Esse é um risco que não se corre morando em uma casa.

4. Despesas

Se, por um lado, não pagar taxa de condomínio é uma vantagem, por outro é preciso considerar que todas as despesas da casa serão obrigação exclusivamente sua. Qualquer tipo de manutenção, conserto ou reforma necessária vai sair do seu bolso.

5. O que é mais seguro: casa ou apartamento?

Morar em casa não pressupõe, obrigatoriamente, menos segurança. Porém, você não vai dispor da infraestrutura que os condomínios geralmente oferecerem para proteger seus moradores.

Grades, alarmes, cercas elétricas, enfim, a instalação de todos estes dispositivos de na casa vai depender da sua disponibilidade de investimento e também da sua necessidade de sensação de segurança.

Já a maioria dos condomínios de apartamentos oferece boa infraestrutura de segurança. Cercamento, portaria 24 horas e rigoroso controle do acesso de visitantes são alguns dos benefícios que garantem a tranquilidade dos moradores.

No entanto cabe lembrar que essa vantagem também se estende às casas em condomínios. Já naquelas localizadas fora deste tipo de empreendimento, não há essa proteção.

6. Infraestrutura de lazer

A maioria dos novos condomínios dispõe de amplas áreas de lazer, que proporcionam distração e divertimento aos moradores. Além da comodidade, para quem tem criança esse é um diferencial bem importante, pois garante tranquilidade e segurança.

7. Qualidade de vida

Segurança e áreas de lazer para aproveitar com a família são requisitos básicos para ter qualidade de vida. Por tanto os bons condomínios concentram uma série de requisitos que garantem o bem-estar e a convivência familiar sem que se precise sair de casa, enfrentar trânsito ou ter mais despesas.

8. Manutenção

Diferentemente do que ocorre na casa, quando se mora em um apartamento, a maior parte das demandas por manutenção fica a cargo do condomínio. Por isso a taxa condominial que você paga mensalmente se destina justamente a garantir que tudo funcione em perfeito estado.

9. Autonomia

Ao contrário do que acontece na casa, quando se mora em apartamento não se dispõe de total liberdade para reformas. Dependendo do tipo de alteração que se deseja fazer no imóvel é preciso informar e solicitar autorização do condomínio.

Sobretudo essas vantagens e desvantagens de morar em casa ou apartamento que acabei de listar têm importância variada dependendo do perfil da pessoa. Cada um valoriza diferentes aspectos do seu imóvel. Por isso, não há uma regra cravada em pedra que determina o que é melhor.

Por fim a imobiliária é uma ótima parceira para ajudar nesta escolha. De acordo com suas demandas, ela pode auxiliar a definir se é casa ou apartamento o que fará sua família mais feliz.

Gostou das minhas dicas? Então, que tal entrar em contato agora mesmo e começar a busca do seu imóvel ideal?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se e receba as informações exclusivas desse lançamento no Parque UNA

Arquiteta e Urbanista e Especialista em Arquitetura de Interiores. Atualmente realiza seus trabalhos em Pelotas e em Porto Alegre. Desenvolve seus trabalhos com conhecimento técnico, responsabilidade e dedicação. Mas acredita que a arquitetura vai além do espaço, e que está diretamente ligada às sensações, comportamentos e sentimentos. Onde cabe ao profissional personalizar a essência do usuário e qualificar o espaço. Considera um privilégio fazer parte de cada história e ver cada traço do projeto saindo do papel exatamente da forma que foi planejada por ela!
Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Católica de Pelotas – UCPel, com 7 anos de experiência em Projetos de Interiores, Arquitetônicos e Paisagismo. Hoje, também atua com trabalhos de consultorias e mentoria em arquitetura, laudos técnicos e acompanhamentos de obra. Além disso, é empreendedora e cofundadora do projeto Elo Colaborativo, colunista da Revista Toda Casa e tem forte atuação nas redes sociais com criação de conteúdos para arquitetura.
Formada pela UCPEL em Arquitetura e Urbanismo no ano de 2008 e com especialização em Eng. de Segurança, a arquiteta Lilian Sampaio atua no mercado de Arquitetura Residencial e Comercial com ênfase em Projetos de Interiores, tendo como conceito para seu processo criativo a “Arquitetura Sinestésica”, que busca estimular o inconsciente e o despertar de sensações.
Graduada pela UCPEL, no ano de 2013, iniciou carreira profissional trabalhando com outros Arquitetos, com eles adquiriu muita experiência e aprendizado, estagiou desde cedo, porque acreditava que era através do dia a dia que aprenderia a verdadeira Arquitetura. Em um dos escritórios, o que passou a maior parte da vida acadêmica, foi estagiária e logo após formada foi contratada, dois anos depois foi convidada a ser sócia. No ano de 2017 iniciou sua jornada, colocando sua marca nos Projetos, estando a frente do seu escritório, o EADK (Estúdio de Arquitetura e Design), e assim, vem ganhando cada vez mais espaço. No momento desenvolve projetos de Arquitetura Residencial, Projetos e Design de interiores (residencial e comercial) e reformas, atua na cidade de Pelotas e Santa Vitória do Palmar (cidade Natal).

Joana Rocha é arquiteta e design de interiores. Formada pela Universidade Católica de Pelotas e pós -graduanda pelo Ipog de Porto Alegre. Ama trabalhar com criação e transformação de espaços. No ponto de vista de Joana a arquitetura é capaz de transformar a vida das pessoas, pois ela está presente no cotidiano de todos.  Além disso, acredita que a arquitetura, o  design e a arte, andam de  mãos dadas e são inseparáveis.

Um espaço bem pensado de acordo com o estilo de vida, personalidade dos usuários faz toda a diferença.

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Há 17 anos formada na UFPEL, começou fazendo um pouco de tudo em um escritório em Poa no ano de 2003, depois trabalhou com Stands e também atuou no mercado de móveis planejados, desde 2013 em Pelotas atua fortemente com projetos comerciais, reforma de interiores e alguns projetos arquitetônicos.

Formou-se na Universidade Católica de Pelotas em 2010. Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para arquitetônicos, interiores, paisagismos, decorações, consultorias e regularizações, tanto na área residencial, como na área comercial e institucional. O atendimento diferenciado, personalizado, proporciona a interatividade entre a arquiteta e o cliente, fazendo projetos adequados à necessidade de cada um.

Atua há 15 anos com projeto e execução de ambientes comerciais, residenciais, interiores e paisagismo. Sua formação em Arquitetura e Urbanismo, pela UFPEL, foi complementada por uma especialização em construção civil, pelo NORIE / UFRGS, e posteriormente pelo mestrado em Arquitetura e Urbanismo na área da Percepção Ambiental com foco em habitação e envelhecimento. No seu trabalho desenvolve soluções para as diferentes fases da vida: nascimento, infância, adolescência, fase adulta e envelhecimento. Seu propósito é traduzir os desejos dos clientes em ambientes que valorizem a estética e funcionalidade, mas acima de tudo, que tragam bem estar e representem a personalidade de quem irá usar o lugar.

Andréa Buss Tessaro, paranaense, mora há 15 anos em Pelotas, formada pela Ucpel em fevereiro de 2016 em Arquitetura e Urbanismo, atuando desde então em escritório próprio. Hoje seu escritório é localizado no Parque Una, no container 29. 

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Arquiteta Tamara Janovik Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para projetos arquitetônicos, interiores, paisagismos, consultorias e regularizações. Sua meta é desenvolver projetos exclusivos para cada cliente, proporcionando beleza, conforto e praticidade.