Conforto e valorização: a importância dos acabamentos

Conforto e valorização: a importância dos acabamentos

 

Para qualquer imóvel, o toque final do acabamento é o que garante a elegância e qualidade

Ele é o toque final. É a garantia da elegância e sofisticação que você busca para o seu futuro lar. A importância do acabamento é indiscutível, pois ele é fundamental para garantir conforto e beleza a qualquer ambiente. Mas e você entende o suficiente sobre essa etapa da sua obra e quais os principais cuidados?

Bem, na verdade tudo deve ser observado com cautela quando se trata de acabamento. Planejar e considerar todos os detalhes é essencial, afinal o resultado estará visível para todos diariamente.

Por isso, preparamos este material para ajudar você a compreender mais sobre a importância dos acabamentos e como isso interfere no conforto e valorização do imóvel. O primeiro passo é compreender que, apesar de ser tido como um detalhe, é um detalhe que muda completamente qualquer ambiente. Boa leitura!

A sua obra está pronta?

Todo mundo sabe que obra, seja uma construção, seja uma reforma, envolve inúmeros transtornos. Ao final de tantas alterações e imprevistos, tudo o que você mais deseja é ver a obra concluída, certo? Porém não se engane. Antes da finalização dos acabamentos, a obra apenas parece pronta.

Chegou a hora de investir nesse detalhe essencial. A última etapa consiste em escolher os pisos, as cores, os metais e revestimentos que irão compor aquele ambiente que você planejou. Apesar de todo trabalho pesado até então, é nesta fase que seu projeto irá, enfim, tomar forma.

Não se engane. Este momento também é trabalhoso e requer toda a sua atenção. É preciso equilibrar a estética projetada e a qualidade dos materiais, evitar o desperdício e encaixar tudo isto no orçamento. Mesmo vista como uma fase prazerosa, para muitos, pode ser bastante estressante.

Outra dica que você precisa considerar é evitar pensar no acabamento somente quando esta fase inicia. O ideal é projetar estes detalhes ainda no início do projeto e ir adaptando possíveis mudanças ao longo da obra. Com isto, você também economiza tempo. Afinal, você quer ver tudo pronto logo, não é? E pensar, pesquisar e analisar materiais e peças pode demandar um bom período.

Não deixe ainda de considerar a funcionalidade de cada acabamento escolhido. Por vezes, se usa apenas a estética como parâmetro, quando a sua usabilidade no dia a dia não existe.

Com isto, você já está pronto para dar os primeiros passos com relação aos acabamentos do seu imóvel. Porém, não se engane. A lista ainda é longa e nós separamos o essencial sobre cada tipo de acabamento para ajudar você.

Passo a passo para ter os acabamentos perfeitos

Até aqui você já descobriu que o acabamento é um dos momentos mais importantes da sua obra, responsável por garantir o aconchego e conforto essencial no dia a dia de qualquer família.

Outro ponto que você já sabe é que isto pode ser trabalhoso e envolve muitas sub-etapas, as quais demandam grande atenção e cuidado da sua parte. Por isto, veja tudo o que não pode ficar de fora do seu planejamento nesta hora e comece o seu cronograma de atividades:

-Comece pelo orçamento

Antes de partir para os planos –e lojas- é essencial definir um orçamento. O que não faltam são opções de pisos e revestimentos, por exemplo, no mercado. Sem definir um limite é bastante fácil gastar além do necessário e de forma impulsiva.

De acordo com especialistas, a finalização da sua obra na etapa de acabamentos pode representar até 50% do custo total do projeto. Por isso, definir um teto e buscar materiais que ofereçam a estética desejada e, ao mesmo, a melhor usabilidade é o primeiro passo para um investimento consciente.

Uma boa maneira de fazer isto é buscando o orçamento de todos os produtos de uma vez e o organizando em uma planilha. Assim, você consegue ter uma visão macro dos gastos, o que ajuda com o controle financeiro.

-E quais materiais devo usar?

O mercado da construção civil e de lojas que trabalham com produtos para acabamentos oferecem uma infinidade de possibilidades. Todos os gostos, todas as personalidades, todos estilos, sonhos e possibilidades estão traduzidas em materiais para você utilizar na sua obra.

Por isto, é muito comum ficar em dúvida quanto a quais materiais escolher. A resposta é simples: opte por aqueles que são bons. A dica pode parecer lógica, mas na prática você verá que não é tão simples assim. Afinal, você encontrará produtos com preço elevado e baixa qualidade e vice-versa, o que pode confundi-lo.

Na hora do investimento, procure materiais com durabilidade comprovada e que estejam ligados a empresas conceituadas dentro do mercado. Caso você não seja um grande conhecedor de nomes desta área, uma rápida pesquisa o Google irá mostrar a você o que estão falando sobre as marcas.

Outro recurso que é essencial acaba sendo buscar referência entre as pessoas que você mais confia: sua família e amigos. Com certeza eles estão cheios de histórias e recomendações sobre marcas, produtos e valores, podendo ajudar você a tomar estas decisões.

-Determine como foco o piso

Agora que você já sabe como iniciar a fase dos acabamentos, chegou a hora de iniciar o trabalho. Por isto, saiba que sua prioridade passa a ser o piso do seu futuro imóvel. Ele está no topo da lista e o motivo é simples: este é o responsável número um pela finalização perfeita de uma obra.

Tanto a qualidade, devido a ação direta que os pisos sofrem da circulação de pessoas, do tempo e do clima, quanto a estética, por tornarem um ambiente agradável e sofisticado tornam esta a peça chave.

Um piso certo transmite a mensagem certa. Seu estilo é clean? É industrial? É rústico? Aquele é um ambiente de passagem ou um local de aconchego e confraternização? Tudo isto quem diz, principalmente, é o piso que você escolhe.

Como item principal entre os que compõem os acabamentos, há milhares de opções. Aposte forte em um material resistente e com alta durabilidade, que, além disso, dialogue com a proposta do ambiente no qual será aplicado.

-Evite o mercado da moda

Longe das passarelas, este também é um mundo que vive de tendências e modismos. No entanto, ao contrário de uma peça de roupa, um acabamento é, em termos, permanente. Você sempre poderá renová-los, claro, porém com muito mais esforço envolvido.

Logo, fique atento as novas tendências de materiais, porém sempre respeite seu estilo, preferências e o projeto do seu imóvel. Se você gosta de inovar e seu estilo aposta no irreverente há muitos materiais no mercado. Porém, apostar nos acabamentos atemporais e, principalmente, flexíveis quanto a decoração são uma certeza de você dificilmente irá se arrepender.

-Revestindo seu imóvel

Depois dos pisos, os demais revestimentos do seu imóvel devem ser priorizados. O ideal é conversar com um especialista ou ainda seu mestre de obras para compreender como será o corte dos azulejos e qual o alinhamento correto da soleira.

Além de evitar erros de instalação, isto direciona você na hora de buscar por estes materiais. Assim como os pisos, azulejos são um nicho específico do mercado, com uma infinidade de modelos.

Pense junto com os pisos e azulejos principalmente no que diz respeito ao rejunte. Ele será branco, cinza ou preto? A cor combina com as peças que você pretende comprar? Tudo isto precisa ser analisado com cautela e projetado, ainda que na sua mente para evitar surpresas desagradáveis.

Após finalizar a colocação da cerâmica, comece a rejuntá-la. Uma dica: caso seu rejunte seja branco no piso, forre a área com papelão para evitar que o restante da obra deixe-o com tom escurecido.

-Hora de partir para bancadas, gesso e esquadrias

Depois de definir o básico, ainda há muito caminho a ser percorrido dentro da fase de acabamentos. Como você sabe o tom de cada ambiente, definido com a ajuda dos pisos e azulejos, é hora de complementar estes ambientes.

Inicie a instalação de bancadas, das molduras, forro de gesso e também esquadrias. Você já deve ter percebido que, novamente, há bastante trabalho envolvido. Porém, junto com a primeira etapa, estes materiais dão o toque de sofisticação que você busca, além de sua funcionalidade em termos de estrutura do imóvel.

-Pronto para pintar?

Uma das fases mais leves dentro do processo de aplicação de acabamentos é a hora de, enfim, pintar o seu novo lar. Assim como nos pisos, há inúmeras tendências e modas envolvendo cores de tintas. No entanto, lembre-se da regra de buscar cores que dialoguem com sua personalidade, com a rotina da sua família e também com a proposta do ambiente.

Cores neutras e tons claros costumam passar tranquilidade, conforto e elegância na medida exata e são sempre uma boa pedida.

-Enfim, o toque final

A pintura, de fato, passa um ar de que a obra enfim foi concluída. Mas não tão rápido. Ainda falta o toque final do acabamento: os metais e louças. O ideal é que estas peças sejam a última ação, logo após a pintura completa do local, para evitar que sejam danificados durante qualquer uma das etapas anteriores.

Depois de aplicados, você estará apto a declarar que sua obra foi finalizada e as sub-etapas da fase final de acabamentos foram concluídas com sucesso.

Dicas extras: acabamentos da sua obra

Acabamos de dividir com você as principais dicas e informações de cada sub-etapa de um bom acabamento. Porém, aproveite estas dicas extras com um olhar mais técnico e que também farão muita diferença durante este processo:

-Aposte e procure contar com excelentes profissionais, os quais possam além de fazer um grande trabalho, ajudarem você a pensar sobre os materiais e estilos dos acabamentos que serão escolhidos;

-Tenha todas as medidas corretas do seu imóvel, atualizadas e anotadas. Assim, você evita desperdícios ou mesmo compras equivocadas;

-Quando chegar a hora de escolher as tintas, trabalhe com os códigos, ou seja, o nome da cor representada por um número. A percepção de um tom varia muito conforme a luminosidade, papel e mesmo dentre os olhos humanos. Para não ter erro, anote o código.

Enfim, a importância dos acabamentos

Você já percebeu que tudo o que separa você do seu imóvel é a fase do acabamento. Porém, ela pode levar tempo e demandar bastante trabalho. Por isso, uma das coisas mais importantes é conter a ansiedade.

Pressa não faz parte deste processo, ainda que você esteja contando os minutos para dar o seu estilo àquele lugar e dividir com a sua família para uma nova fase da vida de vocês. A aplicação de todos estes materiais deve ser feita com cautela, sofre influência da mão de obra e também do clima.

Logo, o mais importante é manter a calma e conter as expectativas. Qualquer erro dentro da fase de acabamentos poderá ter um impacto extremamente negativo no seu imóvel, pois são estes materiais que comunicam toda informação que você quer agregar e também todo conforto e valorização que devem compor o cenário. Aposte em pessoas treinadas, materiais de qualidade e confie no seu estilo para que o resultado seja exatamente aquele que você projetou.

Link cadastro HAYLOFT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se e receba as informações exclusivas desse lançamento no Parque UNA

Arquiteta e Urbanista e Especialista em Arquitetura de Interiores. Atualmente realiza seus trabalhos em Pelotas e em Porto Alegre. Desenvolve seus trabalhos com conhecimento técnico, responsabilidade e dedicação. Mas acredita que a arquitetura vai além do espaço, e que está diretamente ligada às sensações, comportamentos e sentimentos. Onde cabe ao profissional personalizar a essência do usuário e qualificar o espaço. Considera um privilégio fazer parte de cada história e ver cada traço do projeto saindo do papel exatamente da forma que foi planejada por ela!
Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Católica de Pelotas – UCPel, com 7 anos de experiência em Projetos de Interiores, Arquitetônicos e Paisagismo. Hoje, também atua com trabalhos de consultorias e mentoria em arquitetura, laudos técnicos e acompanhamentos de obra. Além disso, é empreendedora e cofundadora do projeto Elo Colaborativo, colunista da Revista Toda Casa e tem forte atuação nas redes sociais com criação de conteúdos para arquitetura.
Formada pela UCPEL em Arquitetura e Urbanismo no ano de 2008 e com especialização em Eng. de Segurança, a arquiteta Lilian Sampaio atua no mercado de Arquitetura Residencial e Comercial com ênfase em Projetos de Interiores, tendo como conceito para seu processo criativo a “Arquitetura Sinestésica”, que busca estimular o inconsciente e o despertar de sensações.
Graduada pela UCPEL, no ano de 2013, iniciou carreira profissional trabalhando com outros Arquitetos, com eles adquiriu muita experiência e aprendizado, estagiou desde cedo, porque acreditava que era através do dia a dia que aprenderia a verdadeira Arquitetura. Em um dos escritórios, o que passou a maior parte da vida acadêmica, foi estagiária e logo após formada foi contratada, dois anos depois foi convidada a ser sócia. No ano de 2017 iniciou sua jornada, colocando sua marca nos Projetos, estando a frente do seu escritório, o EADK (Estúdio de Arquitetura e Design), e assim, vem ganhando cada vez mais espaço. No momento desenvolve projetos de Arquitetura Residencial, Projetos e Design de interiores (residencial e comercial) e reformas, atua na cidade de Pelotas e Santa Vitória do Palmar (cidade Natal).

Joana Rocha é arquiteta e design de interiores. Formada pela Universidade Católica de Pelotas e pós -graduanda pelo Ipog de Porto Alegre. Ama trabalhar com criação e transformação de espaços. No ponto de vista de Joana a arquitetura é capaz de transformar a vida das pessoas, pois ela está presente no cotidiano de todos.  Além disso, acredita que a arquitetura, o  design e a arte, andam de  mãos dadas e são inseparáveis.

Um espaço bem pensado de acordo com o estilo de vida, personalidade dos usuários faz toda a diferença.

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Há 17 anos formada na UFPEL, começou fazendo um pouco de tudo em um escritório em Poa no ano de 2003, depois trabalhou com Stands e também atuou no mercado de móveis planejados, desde 2013 em Pelotas atua fortemente com projetos comerciais, reforma de interiores e alguns projetos arquitetônicos.

Formou-se na Universidade Católica de Pelotas em 2010. Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para arquitetônicos, interiores, paisagismos, decorações, consultorias e regularizações, tanto na área residencial, como na área comercial e institucional. O atendimento diferenciado, personalizado, proporciona a interatividade entre a arquiteta e o cliente, fazendo projetos adequados à necessidade de cada um.

Atua há 15 anos com projeto e execução de ambientes comerciais, residenciais, interiores e paisagismo. Sua formação em Arquitetura e Urbanismo, pela UFPEL, foi complementada por uma especialização em construção civil, pelo NORIE / UFRGS, e posteriormente pelo mestrado em Arquitetura e Urbanismo na área da Percepção Ambiental com foco em habitação e envelhecimento. No seu trabalho desenvolve soluções para as diferentes fases da vida: nascimento, infância, adolescência, fase adulta e envelhecimento. Seu propósito é traduzir os desejos dos clientes em ambientes que valorizem a estética e funcionalidade, mas acima de tudo, que tragam bem estar e representem a personalidade de quem irá usar o lugar.

Andréa Buss Tessaro, paranaense, mora há 15 anos em Pelotas, formada pela Ucpel em fevereiro de 2016 em Arquitetura e Urbanismo, atuando desde então em escritório próprio. Hoje seu escritório é localizado no Parque Una, no container 29. 

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Arquiteta Tamara Janovik Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para projetos arquitetônicos, interiores, paisagismos, consultorias e regularizações. Sua meta é desenvolver projetos exclusivos para cada cliente, proporcionando beleza, conforto e praticidade.