Espaço pet em condomínios: por que apostar nessa ideia?

Devido à tendência de verticalização das grandes cidades, cada vez mais os animais de estimação passam a viver dentro de casas e principalmente em apartamentos. Essa realidade levou os empreendimentos a buscarem novas alternativas, de modo a encontrar outras soluções para a falta de área para esses bichinhos. Surgindo assim a ideia de disponibilizar tanto aos moradores quanto aos seus animais de estimação um espaço pet em condomínios.

Por isso, neste post mostraremos o que é um espaço pet em condomínios residenciais e as vantagens de contar com esse espaço todo adaptado para o bem estar dos pets. Continue a leitura e confira!

O que é espaço pet em condomínios?

Além da tradicional área de lazer com salão de festas, piscina e quadras, os lançamentos imobiliários passaram a oferecer um lugar exclusivo destinado aos pets. Os espaços oferecem quarto equipado para banho e tosa e espaços com objetos para que os bichinhos possam se exercitar, também conhecidos como pet care, pet play ou pet garden.

Então, estamos falando de ambientes pensados e projetados com toda a infraestrutura essencial para que os moradores de um prédio tenham a chance de passar mais tempo com os seus animais de estimação. Oferecendo todo o amor e cuidados necessários, além da diversão, sem que precisem sair de casa. O conceito de espaço pet, portanto, vai além de apenas uma simples área para passear com os animais de estimação.

Como um espaço dedicado traz vantagens para o condomínio?

Essa ideia melhora a qualidade de vida dos moradores e de seus animais de estimação, da mesma forma que pode trazer uma grande economia para eles. Outro ponto positivo, nesse contexto, é a oportunidade de socialização entre os condôminos donos de pets e a diminuição de conflitos por problemas ocasionados pela presença de animais.

Além disso, aqueles edifícios que contam com uma área exclusiva para os bichos costumam ser mais valorizados, considerando que apostar em um espaço pet em condomínios é tão importante quanto a presença dos famosos playgrounds. Afinal, para quem tem um animal de estimação, o conforto dos bichinhos é um fator que também influencia na hora de escolher um imóvel.

Como criar um espaço pet?

Se o objetivo é disponibilizar espaços exclusivos aos animais de estimação dos moradores de um condomínio, são necessárias adaptações relativamente simples. Como por exemplo optar por pisos mais resistentes aos pets e incluir carpetes em lugares comuns, tais quais elevadores e halls. No mesmo sentido, um bom espaço pet deve contar com áreas mais específicas, que explicaremos em seguida.

Área de higienização

Essa área deve possibilitar que um adulto lave as patas e focinhos dos pets, ou até mesmo que dê banho no animal antes de retornar ao seu apartamento. Seria interessante também dispor de um local que tenha secador para tirar o excesso de água de um cão que tenha muito pelo, por exemplo.

Área para exercícios

Trata-se de um local projetado com materiais próprios e obstáculos para que o dono possa colocar seu animal de estimação para se exercitar, brincar e até mesmo para treiná-lo, com objetos como arco, rampa e túnel.

Área para alimentação

Essa área talvez seja a parte mais simples de todas em um espaço pet em condomínios, uma vez que deve ser um lugar tranquilo, um pouco mais afastado e equipado com vasilhas para ração e água.

Por fim, é preciso ter em mente que as famílias hoje em dia são compostas por pelo menos um bichinho de estimação. Por tanto os empreendimentos imobiliários que não acompanharem esse movimento, disponibilizando um bom espaço pet em condomínios, podem ficar para trás.

Então, gostou da ideia de um espaço pet em condomínios? Compartilhe este post em suas redes sociais para que seus contatos também fiquem mais por dentro dessa tendência!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se e receba as informações exclusivas desse lançamento no Parque UNA

Arquiteta e Urbanista e Especialista em Arquitetura de Interiores. Atualmente realiza seus trabalhos em Pelotas e em Porto Alegre. Desenvolve seus trabalhos com conhecimento técnico, responsabilidade e dedicação. Mas acredita que a arquitetura vai além do espaço, e que está diretamente ligada às sensações, comportamentos e sentimentos. Onde cabe ao profissional personalizar a essência do usuário e qualificar o espaço. Considera um privilégio fazer parte de cada história e ver cada traço do projeto saindo do papel exatamente da forma que foi planejada por ela!
Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Católica de Pelotas – UCPel, com 7 anos de experiência em Projetos de Interiores, Arquitetônicos e Paisagismo. Hoje, também atua com trabalhos de consultorias e mentoria em arquitetura, laudos técnicos e acompanhamentos de obra. Além disso, é empreendedora e cofundadora do projeto Elo Colaborativo, colunista da Revista Toda Casa e tem forte atuação nas redes sociais com criação de conteúdos para arquitetura.
Formada pela UCPEL em Arquitetura e Urbanismo no ano de 2008 e com especialização em Eng. de Segurança, a arquiteta Lilian Sampaio atua no mercado de Arquitetura Residencial e Comercial com ênfase em Projetos de Interiores, tendo como conceito para seu processo criativo a “Arquitetura Sinestésica”, que busca estimular o inconsciente e o despertar de sensações.
Graduada pela UCPEL, no ano de 2013, iniciou carreira profissional trabalhando com outros Arquitetos, com eles adquiriu muita experiência e aprendizado, estagiou desde cedo, porque acreditava que era através do dia a dia que aprenderia a verdadeira Arquitetura. Em um dos escritórios, o que passou a maior parte da vida acadêmica, foi estagiária e logo após formada foi contratada, dois anos depois foi convidada a ser sócia. No ano de 2017 iniciou sua jornada, colocando sua marca nos Projetos, estando a frente do seu escritório, o EADK (Estúdio de Arquitetura e Design), e assim, vem ganhando cada vez mais espaço. No momento desenvolve projetos de Arquitetura Residencial, Projetos e Design de interiores (residencial e comercial) e reformas, atua na cidade de Pelotas e Santa Vitória do Palmar (cidade Natal).

Joana Rocha é arquiteta e design de interiores. Formada pela Universidade Católica de Pelotas e pós -graduanda pelo Ipog de Porto Alegre. Ama trabalhar com criação e transformação de espaços. No ponto de vista de Joana a arquitetura é capaz de transformar a vida das pessoas, pois ela está presente no cotidiano de todos.  Além disso, acredita que a arquitetura, o  design e a arte, andam de  mãos dadas e são inseparáveis.

Um espaço bem pensado de acordo com o estilo de vida, personalidade dos usuários faz toda a diferença.

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Há 17 anos formada na UFPEL, começou fazendo um pouco de tudo em um escritório em Poa no ano de 2003, depois trabalhou com Stands e também atuou no mercado de móveis planejados, desde 2013 em Pelotas atua fortemente com projetos comerciais, reforma de interiores e alguns projetos arquitetônicos.

Formou-se na Universidade Católica de Pelotas em 2010. Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para arquitetônicos, interiores, paisagismos, decorações, consultorias e regularizações, tanto na área residencial, como na área comercial e institucional. O atendimento diferenciado, personalizado, proporciona a interatividade entre a arquiteta e o cliente, fazendo projetos adequados à necessidade de cada um.

Atua há 15 anos com projeto e execução de ambientes comerciais, residenciais, interiores e paisagismo. Sua formação em Arquitetura e Urbanismo, pela UFPEL, foi complementada por uma especialização em construção civil, pelo NORIE / UFRGS, e posteriormente pelo mestrado em Arquitetura e Urbanismo na área da Percepção Ambiental com foco em habitação e envelhecimento. No seu trabalho desenvolve soluções para as diferentes fases da vida: nascimento, infância, adolescência, fase adulta e envelhecimento. Seu propósito é traduzir os desejos dos clientes em ambientes que valorizem a estética e funcionalidade, mas acima de tudo, que tragam bem estar e representem a personalidade de quem irá usar o lugar.

Andréa Buss Tessaro, paranaense, mora há 15 anos em Pelotas, formada pela Ucpel em fevereiro de 2016 em Arquitetura e Urbanismo, atuando desde então em escritório próprio. Hoje seu escritório é localizado no Parque Una, no container 29. 

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Arquiteta Tamara Janovik Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para projetos arquitetônicos, interiores, paisagismos, consultorias e regularizações. Sua meta é desenvolver projetos exclusivos para cada cliente, proporcionando beleza, conforto e praticidade.