Planejamento financeiro pessoal: Mini-guia do que você precisa saber!

O desenvolvimento de um bom planejamento financeiro pessoal é o primeiro passo para quem deseja comprar um novo imóvel, e ainda, realizar outros sonhos como viagens e construção de patrimônio. De acordo com as suas condições financeiras, é possível adquirir qualquer bem, desde que com disciplina e organização.

É disso que se trata o planejamento financeiro pessoal identificar rendimentos e disciplinar os gastos de modo a criar uma estratégia capaz de facilitar a realização de objetivos específicos — como a já citada compra de um novo imóvel.

Por isso, para ajudar você a criar o seu planejamento financeiro pessoal imprescindível para a realização de sonhos que envolvam bens materiais, eu criei este miniguia que o orientará nessa empreitada. Confira!

Como criar um planejamento financeiro pessoal para compra de um imóvel?

Registre toda a sua movimentação financeira

Um dos principais objetivos do planejamento financeiro pessoal é a identificação dos recursos que poderão ser utilizados para a realização de um objetivo. Por isso, o primeiro passo é saber tudo o que você ganha e gasta.

Crie uma planilha e registre tudo nela, até o cafezinho que você tomou na rua, ou a gorjeta do garçom. Categorize seus gastos em fixos e eventuais, assim você será capaz de ver para onde está indo o seu dinheiro com muito mais clareza, e de saber de quanto você precisa para viver no mês.

Priorize a eliminação de dívidas

Se você tem dívidas, priorize a sua quitação. Elas são as principais responsáveis pelo pagamento de juros, sem contar, que a existência delas, mesmo sendo pagas em dia, podem dificultar a aprovação de crédito para o financiamento de um imóvel, já que a instituição poderá entender que parte da sua renda está comprometida com elas.

Adote o consumo consciente e reduza gastos desnecessários

O consumo consciente é a melhor forma de poupar dinheiro para qualquer que seja o objetivo. Portanto, verifique nos seus gastos fixos, quais deles podem ser reduzidos ou eliminados, como aquela TV a cabo que você paga e não tem tempo de assistir, por exemplo.

E no seu dia a dia, tenha atenção aos seus gastos variáveis. Coloque na balança o que é mais importante para você, se comer naquele restaurante da moda toda semana ou se comprar o seu imóvel novo.

Crie um reserva de emergência

As emergências são responsáveis por boa parte das dívidas de quem não tem um planejamento pessoal financeiro. Imagine só que a sua geladeira quebra ou você bate o carro. Se você não tem uma reserva capaz de cobrir os custos com o conserto da geladeira ou o pagamento da franquia do seguro, provavelmente será obrigado a recorrer ao cartão de crédito ou a empréstimos sujeitos a juros.

Por isso, é muito importante manter uma quantia acessível em uma caderneta de poupança, por exemplo, onde o resgate é imediato, para que não seja necessário pagar mais caro quando você passar por algum problema inesperado.

Estipule um percentual da sua renda para ser poupado mensalmente

Suponha que as suas dívidas foram quitadas, mas os gastos em excesso que você eliminou representam 30% da sua renda mensal. Com a liberação dessa quantia, se você destinar 20% ao hábito de poupar dinheiro, você ainda terá uma folga de 10% dos seus rendimentos mensais. Portanto, defina esse percentual e seja fiel a ele.

Além de separar 20 % dos seus rendimentos para que sejam poupados, também é importante manter uma projeção atualizada dos seus gastos fixos, como contas de luz, água, telefone, aluguel, plano de saúde, tv a cabo etc, e um planejamento dos seus gastos variáveis, por exemplo: viagens, restaurante x vezes por mês, aquisição de itens como roupas, eletroeletrônicos, eletrodomésticos etc. Também é importante manter um reserva financeira para imprevistos, como reparos no carro, aparelhos, casa, ou ainda, gastos com remédios.

Quais as vantagens de desenvolver um planejamento financeiro pessoal?

Controle de capital

Com um planejamento financeiro pessoal você se disciplina e controla melhor os seus gastos, já que precisa registrá-los. Desse modo, você identifica e elimina os ralos de dinheiro e acaba criando mais oportunidades de economizar.

Geração de recursos para investimentos

Se engana quem pensa que só quem tem muito dinheiro é capaz de investir. Lembra do valor poupado no tópico anterior? Por menor que possa parecer, ele pode ser utilizado para a realização de investimentos. É possível começar alguns deles a partir de quantias bem baixas, como 30 reais, por exemplo, o CDI (Certificado de Depósito Interbancário) e o Tesouro Direto.

Criação de fontes receitas

Todo capital investido deve gerar retorno para o seu investidor, por isso, os recursos economizados por meio do controle de gastos, os valores que antes eram desperdiçados e agora se transforam em ativos — como mencionado no tópico anterior, tornam-se geradores de novas receitas.

Portanto, como você pode ver ao longo do texto, com disciplina e um bom planejamento financeiro pessoal, é possível sim comprar um novo imóvel e proporcionar mais conforto e segurança para você e sua família.

E então, gostou? E agora que você já sabe por onde começar o seu planejamento financeiro pessoal, que tal me seguir no Facebook, Instagram e LinkedIn para ter acesso a muito mais conteúdos como este?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se e receba as informações exclusivas desse lançamento no Parque UNA

Arquiteta e Urbanista e Especialista em Arquitetura de Interiores. Atualmente realiza seus trabalhos em Pelotas e em Porto Alegre. Desenvolve seus trabalhos com conhecimento técnico, responsabilidade e dedicação. Mas acredita que a arquitetura vai além do espaço, e que está diretamente ligada às sensações, comportamentos e sentimentos. Onde cabe ao profissional personalizar a essência do usuário e qualificar o espaço. Considera um privilégio fazer parte de cada história e ver cada traço do projeto saindo do papel exatamente da forma que foi planejada por ela!
Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Católica de Pelotas – UCPel, com 7 anos de experiência em Projetos de Interiores, Arquitetônicos e Paisagismo. Hoje, também atua com trabalhos de consultorias e mentoria em arquitetura, laudos técnicos e acompanhamentos de obra. Além disso, é empreendedora e cofundadora do projeto Elo Colaborativo, colunista da Revista Toda Casa e tem forte atuação nas redes sociais com criação de conteúdos para arquitetura.
Formada pela UCPEL em Arquitetura e Urbanismo no ano de 2008 e com especialização em Eng. de Segurança, a arquiteta Lilian Sampaio atua no mercado de Arquitetura Residencial e Comercial com ênfase em Projetos de Interiores, tendo como conceito para seu processo criativo a “Arquitetura Sinestésica”, que busca estimular o inconsciente e o despertar de sensações.
Graduada pela UCPEL, no ano de 2013, iniciou carreira profissional trabalhando com outros Arquitetos, com eles adquiriu muita experiência e aprendizado, estagiou desde cedo, porque acreditava que era através do dia a dia que aprenderia a verdadeira Arquitetura. Em um dos escritórios, o que passou a maior parte da vida acadêmica, foi estagiária e logo após formada foi contratada, dois anos depois foi convidada a ser sócia. No ano de 2017 iniciou sua jornada, colocando sua marca nos Projetos, estando a frente do seu escritório, o EADK (Estúdio de Arquitetura e Design), e assim, vem ganhando cada vez mais espaço. No momento desenvolve projetos de Arquitetura Residencial, Projetos e Design de interiores (residencial e comercial) e reformas, atua na cidade de Pelotas e Santa Vitória do Palmar (cidade Natal).

Joana Rocha é arquiteta e design de interiores. Formada pela Universidade Católica de Pelotas e pós -graduanda pelo Ipog de Porto Alegre. Ama trabalhar com criação e transformação de espaços. No ponto de vista de Joana a arquitetura é capaz de transformar a vida das pessoas, pois ela está presente no cotidiano de todos.  Além disso, acredita que a arquitetura, o  design e a arte, andam de  mãos dadas e são inseparáveis.

Um espaço bem pensado de acordo com o estilo de vida, personalidade dos usuários faz toda a diferença.

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Há 17 anos formada na UFPEL, começou fazendo um pouco de tudo em um escritório em Poa no ano de 2003, depois trabalhou com Stands e também atuou no mercado de móveis planejados, desde 2013 em Pelotas atua fortemente com projetos comerciais, reforma de interiores e alguns projetos arquitetônicos.

Formou-se na Universidade Católica de Pelotas em 2010. Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para arquitetônicos, interiores, paisagismos, decorações, consultorias e regularizações, tanto na área residencial, como na área comercial e institucional. O atendimento diferenciado, personalizado, proporciona a interatividade entre a arquiteta e o cliente, fazendo projetos adequados à necessidade de cada um.

Atua há 15 anos com projeto e execução de ambientes comerciais, residenciais, interiores e paisagismo. Sua formação em Arquitetura e Urbanismo, pela UFPEL, foi complementada por uma especialização em construção civil, pelo NORIE / UFRGS, e posteriormente pelo mestrado em Arquitetura e Urbanismo na área da Percepção Ambiental com foco em habitação e envelhecimento. No seu trabalho desenvolve soluções para as diferentes fases da vida: nascimento, infância, adolescência, fase adulta e envelhecimento. Seu propósito é traduzir os desejos dos clientes em ambientes que valorizem a estética e funcionalidade, mas acima de tudo, que tragam bem estar e representem a personalidade de quem irá usar o lugar.

Andréa Buss Tessaro, paranaense, mora há 15 anos em Pelotas, formada pela Ucpel em fevereiro de 2016 em Arquitetura e Urbanismo, atuando desde então em escritório próprio. Hoje seu escritório é localizado no Parque Una, no container 29. 

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Arquiteta Tamara Janovik Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para projetos arquitetônicos, interiores, paisagismos, consultorias e regularizações. Sua meta é desenvolver projetos exclusivos para cada cliente, proporcionando beleza, conforto e praticidade.