Sala conjugada com cozinha: descubra como aproveitar melhor este espaço

A integração entre sala e cozinha pode ser uma excelente opção se você gosta de cozinhar e confraternizar, ou também se você precisa otimizar os espaços! Inclusive, muitos apartamentos já vem com essa opção na planta. 

As principais vantagens são: maior incidência de luz natural nos ambientes, melhor circulação, ganho de espaço, ventilação e o estreitamento das relações entre as pessoas que compartilham a residência. Mas como aproveitar ao máximo as vantagens deste espaço que será o coração da sua casa? 

Foi pensando nisso que nós reunimos algumas dicas super bacanas neste texto que vão te ajudar a entender como tornar a sua sala conjugada com a cozinha super funcional, otimizada, bonita e aconchegante. Segue a leitura e saiba como!

Cozinha Integrada ou Cozinha Americana?

A primeira coisa que te convidamos a pensar é nas diferenças entre os conceitos de cozinha integrada e cozinha americana. Vamos lá?

Cozinha Integrada

É aquela em que tudo fica junto mesmo, mas com a devida organização dos elementos. Sem divisórias aparentes, a cozinha fica literalmente integrada com a sala. A ideia é de que seja um único ambiente mesmo, com maior circulação.

Cozinha Americana

Mesmo que os ambientes sejam conjugados existe uma separação bem demarcada, normalmente com um balcão ou uma mesa para as refeições, mas também podem haver divisórias como estantes ou até bogodós, por exemplo, que claramente limitam onde termina a cozinha e onde começa a sala.

Logo, enquanto na cozinha americana você normalmente conta com uma meia parede ou um balcão que delimita física e visualmente os ambientes, na cozinha integrada essa delimitação é muito mais sutil, dada basicamente pela organização dos elementos que compõem o que é cozinha e o que é sala, que pode estar dividido apenas por um sofá, por exemplo, mas sem criar uma barreira entre os espaços.

Agora que você já conhece as diferenças entre estes dois formatos de utilizar sua sala e cozinha conjugadas, avalie qual delas faz mais sentido para você. Ambas podem ficar ótimas no seu projeto, é mais por uma questão de gosto mesmo.

Acompanhe nos próximos tópicos dicas de como organizar, delimitar e decorar este espaço de modo que você aproveite ao máximo seu potencial e crie um ambiente harmônico e realmente agradável de acordo com as suas preferências.

Setorize a sua iluminação

Uma ótima forma de demarcar os ambientes é utilizando o auxílio da iluminação. Desse modo, você poderá iluminar apenas o ambiente que está em uso no momento, e ambos os ambientes para os momentos de integração. 

Procure utilizar uma iluminação mais puxada para o branco para a área de “trabalho” da cozinha, junto a pia, fogão e balcão auxiliar. Uma dica aqui é utilizar um fio de led por baixo dos armários superiores a essas áreas, para direcionar bem a iluminação e já criar um efeito super bacana no seu móvel.

Agora, para a área de refeições e sala de estar, o ideal é optar por lâmpadas mais amareladas, que aquecem e trazem uma sensação de aconchego para o ambiente. 

Se o seu balcão auxiliar for o mesmo utilizado para as refeições, você pode ter a iluminação padrão da cozinha no teto e utilizar luminárias pendentes com iluminação mais amarelada junto ao balcão para a hora das refeições, existem diversas opções que agradam todos os gostos e bolsos. 

Apenas tome cuidado com o comprimento das luminárias pendentes, caso você opte por elas. Normalmente o indicado é que elas fiquem com uma distância média de 90cm da mesa, mas atente-se a altura dos moradores para que fique confortável a todos.

Opte por móveis planejados e multifuncionais

Tendo em mente o tipo de projeto que você prefere, é hora de pensar nos móveis. Já não é segredo para ninguém as vantagens que os móveis planejados apresentam no aproveitamento dos espaços – uma excelente estratégia para aproveitar cada centímetro!

Quando estamos pensando em ambientes conjugados, é preciso também pensar na funcionalidade desses móveis, além de um cuidado extra com a estética. Afinal, é bem provável que você verá parte dos seus movéis de todos os ângulos, portanto eles precisam estar bonitos e harmônicos.

A multifuncionalidade entra em cena para otimizar a potencialidade do espaço e também para facilitar a integração dos ambientes. É interessante que haja interação dos dois lados do móvel, principalmente aqueles que ficam posicionados entre o espaço da cozinha e da sala, como estantes, balcões ou sofás.

Ao exemplo da bancada na cozinha americana, que pode conter compartimentos para armazenar copos e xícaras do lado da cozinha e um pequeno vão na parte da sala para que você possa encaixar banquetas, assim quando elas não estiverem sendo utilizadas você ganha ainda mais espaço.

São muitas as possibilidades que você pode planejar para deixar seus móveis inteligentes de modo que facilitem a vida no dia a dia! Cada detalhe importa, principalmente se você não conta com muito espaço.

Cuidado com a decoração

Não subestime o poder que a decoração exerce sobre os ambientes! As cores certas, o cuidado com os acabamentos e acessórios escolhidos cumprem um papel decisivo no “conjunto da obra”, podendo influenciar (e muito!) no aproveitamento dos ambientes e nas sensações que eles provocam, inclusive na percepção do espaço.

E precisamos te dizer que é impossível criar uma boa atmosfera nos seus ambientes integrados, sem pensar nessa decoração de forma integrada. Sim, você precisa descobrir uma forma de combinar sala e cozinha para garantir um bom resultado.

Aconselhamos que você siga uma mesma paleta de cores, de preferência tons mais neutros para não enjoar – você pode deixar as cores mais fortes e vibrantes para os últimos detalhes da decoração em objetos como almofadas, quadros, entre outros, inclusive as plantas. Em espaços menores, priorize uma paleta monocromática, que vai te auxiliar a causar uma sensação de maior amplitude.

Além das cores, você pode utilizar o mesmo piso em todo o ambiente, principalmente se você optar por deixar tudo mais integrado. Isso ajudará tanto na integração como na percepção de espaço, que vai parecer mais amplo pela continuidade no piso.

Outra dica super bacana na decoração é escolher um elemento de ligação, que pode ser um revestimento utilizado de parede ou móveis utilizado em peças chaves. Como um mesmo revestimento de madeira que pode estar presente no balcão da cozinha e no painel da TV na sala, por exemplo.

Prateleiras que dão continuidade da bancada da cozinha, ou mesmo nichos suspensos em todo o ambiente, também podem ser bons elementos de ligação. Tudo vai depender do seu gosto pessoal e da disposição destes ambientes na sua casa. Lembre-se que nessa situação específica, as semelhanças integram e diferenças separam.

Conheça o #DecorUNENorte

Se você conversar com o arquiteto certo, poderá contar com incríveis soluções inteligentes, lindas e funcionais para sua casa. Aqui na UNE Norte nós trabalhamos em parceria com um time fantástico de 12 arquitetas extremamente competentes que podem te auxiliar em cada detalhe. 

Isso mesmo, sempre com o foco em melhorar a experiência dos nossos clientes aqui na imobiliária UNE Norte, nós criamos algumas soluções que facilitam a sua vida na hora de comprar um imóvel e agregamos alguns serviços, como a decoração. Nós queremos garantir que você vai deixar a sua casa nova do jeitinho que sempre quis.

Entre em contato com a gente agora mesmo e conheça mais detalhes sobre esse diferencial que podemos oferecer a você na compra do seu imóvel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cadastre-se e receba as informações exclusivas desse lançamento no Parque UNA

Arquiteta e Urbanista e Especialista em Arquitetura de Interiores. Atualmente realiza seus trabalhos em Pelotas e em Porto Alegre. Desenvolve seus trabalhos com conhecimento técnico, responsabilidade e dedicação. Mas acredita que a arquitetura vai além do espaço, e que está diretamente ligada às sensações, comportamentos e sentimentos. Onde cabe ao profissional personalizar a essência do usuário e qualificar o espaço. Considera um privilégio fazer parte de cada história e ver cada traço do projeto saindo do papel exatamente da forma que foi planejada por ela!
Arquiteta e Urbanista formada pela Universidade Católica de Pelotas – UCPel, com 7 anos de experiência em Projetos de Interiores, Arquitetônicos e Paisagismo. Hoje, também atua com trabalhos de consultorias e mentoria em arquitetura, laudos técnicos e acompanhamentos de obra. Além disso, é empreendedora e cofundadora do projeto Elo Colaborativo, colunista da Revista Toda Casa e tem forte atuação nas redes sociais com criação de conteúdos para arquitetura.
Formada pela UCPEL em Arquitetura e Urbanismo no ano de 2008 e com especialização em Eng. de Segurança, a arquiteta Lilian Sampaio atua no mercado de Arquitetura Residencial e Comercial com ênfase em Projetos de Interiores, tendo como conceito para seu processo criativo a “Arquitetura Sinestésica”, que busca estimular o inconsciente e o despertar de sensações.
Graduada pela UCPEL, no ano de 2013, iniciou carreira profissional trabalhando com outros Arquitetos, com eles adquiriu muita experiência e aprendizado, estagiou desde cedo, porque acreditava que era através do dia a dia que aprenderia a verdadeira Arquitetura. Em um dos escritórios, o que passou a maior parte da vida acadêmica, foi estagiária e logo após formada foi contratada, dois anos depois foi convidada a ser sócia. No ano de 2017 iniciou sua jornada, colocando sua marca nos Projetos, estando a frente do seu escritório, o EADK (Estúdio de Arquitetura e Design), e assim, vem ganhando cada vez mais espaço. No momento desenvolve projetos de Arquitetura Residencial, Projetos e Design de interiores (residencial e comercial) e reformas, atua na cidade de Pelotas e Santa Vitória do Palmar (cidade Natal).

Joana Rocha é arquiteta e design de interiores. Formada pela Universidade Católica de Pelotas e pós -graduanda pelo Ipog de Porto Alegre. Ama trabalhar com criação e transformação de espaços. No ponto de vista de Joana a arquitetura é capaz de transformar a vida das pessoas, pois ela está presente no cotidiano de todos.  Além disso, acredita que a arquitetura, o  design e a arte, andam de  mãos dadas e são inseparáveis.

Um espaço bem pensado de acordo com o estilo de vida, personalidade dos usuários faz toda a diferença.

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Há 17 anos formada na UFPEL, começou fazendo um pouco de tudo em um escritório em Poa no ano de 2003, depois trabalhou com Stands e também atuou no mercado de móveis planejados, desde 2013 em Pelotas atua fortemente com projetos comerciais, reforma de interiores e alguns projetos arquitetônicos.

Formou-se na Universidade Católica de Pelotas em 2010. Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para arquitetônicos, interiores, paisagismos, decorações, consultorias e regularizações, tanto na área residencial, como na área comercial e institucional. O atendimento diferenciado, personalizado, proporciona a interatividade entre a arquiteta e o cliente, fazendo projetos adequados à necessidade de cada um.

Atua há 15 anos com projeto e execução de ambientes comerciais, residenciais, interiores e paisagismo. Sua formação em Arquitetura e Urbanismo, pela UFPEL, foi complementada por uma especialização em construção civil, pelo NORIE / UFRGS, e posteriormente pelo mestrado em Arquitetura e Urbanismo na área da Percepção Ambiental com foco em habitação e envelhecimento. No seu trabalho desenvolve soluções para as diferentes fases da vida: nascimento, infância, adolescência, fase adulta e envelhecimento. Seu propósito é traduzir os desejos dos clientes em ambientes que valorizem a estética e funcionalidade, mas acima de tudo, que tragam bem estar e representem a personalidade de quem irá usar o lugar.

Andréa Buss Tessaro, paranaense, mora há 15 anos em Pelotas, formada pela Ucpel em fevereiro de 2016 em Arquitetura e Urbanismo, atuando desde então em escritório próprio. Hoje seu escritório é localizado no Parque Una, no container 29. 

Atua em arquitetura de interiores, projeto arquitetônico, paisagismo e regularizações, também trabalha com arquitetura modular.

Arquiteta Tamara Janovik Trabalha nas áreas de arquitetura e execução para projetos arquitetônicos, interiores, paisagismos, consultorias e regularizações. Sua meta é desenvolver projetos exclusivos para cada cliente, proporcionando beleza, conforto e praticidade.